sábado, 1 de outubro de 2011



quinta-feira, 29 de setembro de 2011

quinta-feira, 5 de agosto de 2010


                              TE AMO                        

Quando me procuras através de tuas mãos
Meu corpo entende que buscas amor!
Quando acaricias meus seios delicadamente,
Entendo que desejas, amor!

Quando no silêncio da noite um corpo toca o meu
e pernas entrelaçam em busca de calor
Sei que me amas!

O amor é o encontro de corpos
É sangue correndo através de corações
O amor é quando gemes aos meus ouvidos
Me chamando, pedindo por mim!

O amor são teus olhos que brilham
Vendo meu corpo á tua espera.
O amor é a noite chegando e você
ao meu lado zelando por mim,
Buscando esse calor que te enlouquece
e te chama!

Amor são as loucuras que faço
para te possuir sempre!
Amor é o momento que meu corpo
sente inteiramente você dentro de mim.
O amor somos nós
Quando procuramos
e nos encontramos.

Aparecida Fatima Merigue de Mendonca
Direitos Autorais Reservados


minha filha amada

sábado, 5 de abril de 2008


Quero
(Fátima Merigue de Mendonça)

Quero olhar nos teus olhos além
muito além da tua alma.
Roubar-te os segredos dos teus sonhos
Envolver-te,
Viajar nas tuas emoções.
Quero beijar-te,
Como se beijam os amantes.
Dar-te-ei meu corpo
sobre planícies feitas de sol!
Falarei por mim
Falarei por nós, como antes.
Ouvirei cânticos, sinos
Navegarei em teu corpo.
Quero fazer-te homem
Oferecer-te flores
Quero o encontro de um olhar distraído
me pedindo e eu sentindo teu desejo.
Quero um momento de silêncio
voltado apenas para o nosso amor.
Quero cativá- lo
E me deixar cativar
Recebê-lo com festas
Festejar!
E então, quando o dia terminar
quero apagar as luzes do nosso céu
perder-me nos abraços
do meu e do teu quere
r!

quinta-feira, 27 de março de 2008


domingo, 16 de março de 2008

Seu nome é Mulher
(Fátima Merigue de Mendonça)

Ela não é somente a doçura que encanta.
Nem tão pouco a graciosidade e a sensualidade
que derrete os corações dos homens.
Ela está envolta pela capacidade única de amar
Consegue esconder a dor e a tristeza
É forte, porém quando precisa chora,
fortalecendo-se com suas próprias lágrimas.
Sua capacidade de doar-se
vai além de todos os outros seres.
Está sempre pronta a recomeçar
Não existe obstáculos que não consiga superar
O amor mesmo distribuido entre muitos
torna-se igual a todos na mesma proporção.
Quando precisa transforma-se em fera,
defendendo sua cria.
É única e consegue gerar vida.
Tem vários talentos...
Talento para ser a mãe perfeita
Talento para ser a esposa apaixonada
Talento para ser a executiva eficiente
Talento para ser a amiga e conselheira
Mulher... ser indefinido!
mpossível descrevê-la!
Mulher...

terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

NOSSO CAMINHO


NOSSO CAMINHO
(Fátima Merigue de Mendonça)


Se você mostrar-me o caminho da felicidade
eu vou, mas levarei você comigo...Iremos!
Vou tecendo sonhos,
abrindo caminhos
buscando anseios
de tê-lo ao meu lado.
Se você mostrar-me o caminho do amor
eu vou,mas quero que venhas comigo...Iremos!
Vamos compondo versos de um amor único.
Tu pegarás minhas mãos, eu tocarei as tuas mãos.
O suor do toque, o calor de nossas peles.
Tudo nos mostrará onde devemos ir.
Caminharemos lentamente, rumo aos céus.
Abrirei espaços, te levarei, me levarás
Meus olhos te guiarão, teus olhos me guiarão...
Não precisaremos de luzes, tão pouco estrelas
Seremos luzes, seremos estrelas...
Não precisaremos de leito, teu corpo e o meu corpo
serão nosso leito de amor.
Me deitarei sobre você
Tua pele será meu abrigo, minha pele será teu abrigo
teus beijos meus alimentos, teu amor a minha vida.
Vou por montes e vales, pelo céu escuro....Eu vou!
Se você mostrar-me o caminho que me levas a você
Saberei que estarei seguindo um único caminho
Posso caminhar, caminhar, caminhar
Chegarei! Chegaremos....
Mostre-me amor, o caminho que devo seguir
Segure minhas mãos e me conduza

quero trilhar o caminho do amor, leva-me!!!

domingo, 24 de fevereiro de 2008

LIBERDADE


LIBERDADE
(Fátima Merigue de Mendonça)


Liberdade é isso...
Liberdade é você voar
com suas próprias asas,
sentir o vento
acariciando seu rosto.
Saber que você pode respirar
e que ninguém vai perguntar:
-Amigo, porque respiras?
.
Liberdade é isso..
É ter certeza que a decisão
foi somente sua,
independente de ser a melhor escolha,
mas que você chegará onde desejas!

Liberdade é isso...
o bater do teu coração descompassado,
sabendo que do outro lado
algum outro coração
também bate no mesmo ritmo
sem saber que o seu está carente.

Liberdade é isso...
É um momento de pura paz,
onde me encontro agora.
É um momento único
onde o mundo não me vê
mas meus olhos vêem o mundo.
.
Liberdade somos nós
que podemos sentir
sem ao menos conhecer
Liberdade amigo, é a procura
Liberdade é vida
berdade!

É só você


É SÓ VOCÊ
John Hervey

É só você que torna doce
a vida.
e faz querer que as asas
do tempo
sejam cortadas,
pois o tempo não só
parece
como realmente voa
rápido demais
demais mesmo,
para aqueles que amam...

DIÁRIO DE AMOR


DIÁRIO DE AMOR
Fátima Merigue de Mendonça
.
Quero escrever para você
alguma coisa que toque teu coração.
Quero falar para você
não aquilo que queres ouvir
Mas aquilo que eu preciso falar.
Preciso te mostrar que hoje o meu dia
amanheceu cinzento e chovia, não lá fora
Mas aqui dentro, da minha alma
e do meu coração.
Preciso te contar como tudo ficou escuro
de repente, não porque faltou luz
mas porque as luzes do meu mundo
se apagaram quando você calou.
Murmurar nos teus ouvidos,
que agora tudo chora dentro de mim,
e meu coração insiste em te procurar,
insiste em te amar, mesmo sofrendo.
Preciso te falar...
Falar que você existe neste momento
em meus pensamentos.
Murmurar que vejo teu sorriso
mesmo sem você sorrir.
Quero te contar que tenho saudades!
Saudades das tuas palavras
que se transformaram em poesias
quando me falavas.
Mostrar que mesmo ausente
a tua presença me alegra,
mesmo mudo ouço tua voz
e tuas palavras penetram meu coração.
Preciso te contar, quero te falar,
quero murmurar, preciso escrever, mas...
Você não quer me ouvir!

FINGINDO NAO TE AMAR

FINGINDO NÃO TE AMAR
Fátima Merigue de Mendonça
.
Mesmo sentindo dor no coração
Mesmo sofrendo o maior ciúmes
Mesmo tentando te esquecer
Mesmo fingindo não te querer
Ainda assim não consigo
Você é luz que me envolve
Você é marca que ficou.
Mesmo chorando baixinho
Mesmo gritando que "não"
Mesmo ouvindo os teus pedidos
Mesmo fugindo de ti,
Ainda assim procuro por ti
Você é único meu amor,
e eu te amo!

LIBERDADE


LIBERDADE
Fátima Merigue de Mendonça
.
Voe comigo em direção á vida
Voe comigo em direção ao amor
Voe comigo e encontre neste voo
o sentido de tudo.
O sentido do momento,
O sentido da existência,
O sentido da Paz
Voe comigo!
.
Busque no meu pensamento
o voo que procuras.
Busque em minha alma
o encontro que desejas.
Busque em meu coração
a verdade que anseia.
Vem, voe comigo!
.
Neste infinito voo,
neste infinito céu
a vida permanecerá.
Ela saberá que sonhos existem
e nos dirá porque devemos
e porque teremos.
Vem, voe comigo!
.
Lá fora tem vida
lá fora tem mundo
Voe comigo e diga-me
que nunca deixaremos de voar
pois somos como pássaro
que canta, que espera, que busca
e que encontra!
Voe comigo!

SAUDADES

Saudades
Luis Facca
.
Olhando estrelas vejo brilho dos teus olhos,
Minha alma geme em sentimento profundo
Recolhido ao meu ser, na noite escura, penso
Certezas tenho, teu sorriso é meu mundo.
.
Distância madrasta, esta que me faz sofrer
Minha mente chora saudades, tristeza me corrói
Só me resta a vontade de pensar em ti
Teu sorriso distante em meus pensamentos dói
.
Sei que nada sou, só vivo, só penso
E tuas lembranças entremeiam meus caminhos
Caminhando vou, sem rumos, sem saber
Certezas tenho, és dona de meus destinos
.
O manto da noite severa, abre minha solidão
E minha alma reclama tua presença
E minha calma já não existe, sofro, lamento
Quedo-me submisso, cabisbaixo, sem esperanças
.
Querer-te é minha sina, pensar em ti, desígnio
Resignado, recolho-me á perpétua solidão
Querer-te já não me basta, grito em silêncio
E os ecos do silêncio ferem, açoitam meu coração.
.
Alegria de ouvir-te, tristeza de não ver-te
Tal qual uma estrela distante, sinto poder tocar-te
Penso que valeria a pena morrer por este sentimento
Penso, que vale a vida, sem poder amar-te
Quedo-me submisso, cabisbaixo, sem esperanças

DESTINO PERDIDO

DESTINO PERDIDO
Luis Facca
.
Desígnios inefáveis estes que a vida me põe
De caminhos tão distantes que acabam convergindo
E cruzando-se, tornam a natureza tão revolta
Qual ondas de maremoto, arrasam,
destroem um coração
.
Sem escolha dos futuros, das direções, dos amores
Seguindo vou pela vida, procurando caminhos
Única esperança é talvez o próximo dia a nascer
Vivo as incertezas
.
Os grilhões do destino
sufocam meu pensar, meu querer
Aprisionado aos dias,
sigo sem rumo, não sei para onde
Distante vejo estrelas, sóis,luas, rios, cascatas,
Nem distante, nem perto,
posso alcançar-te, impossível ter-te
.
Por um dia, um tempo,
uma infinidade, teus cabelos senti
Por uma noite, sonhei, acordei,
em teus olhos pensando
Por uma vida que tão pouco durou,
senti felicidade
Por um instante, lembrei-me,
dos mundos tão diferentes, teu amor perdi
.
Não sei qual será meu futuro, não sei se terei alegria
Não sei onde andas agora,
distante não consigo imaginar-te
Junto a mim, imaginar-te já é um sonho distante, impossível
Resta um fio de esperança, que me queiras, um dia

BEIJA-ME

Beija-me
Fátima Merigue de Mendonça
.
Beija-me! Dá-me tua boca
Deixa-me sentir os teus lábios.
Me olhas! Bem de perto, me olhas.
Beija-me como quem busca o mel
para adoçar um prazer.
Me toca! Bem perto, me toca.
Acaricie meus lábios
quero sentir tua pele.
Beija-me levemente
apenas em toques.
Beija-me apaixonadamente
assim poderás através deste beijo
ir ao mais profundo do teu ser.
Beija esta boca que você tanto deseja
Beija esta boca que você tanto espera
Beija esta boca que você tanto ama.
Quero sentir o toque destes lábios,
sentir o prazer de desenhar teus beijos
através dos meus lábios.
Quero beijos quentes, beijos loucos
Quero beijos doces.
Tua boca é minha boca
Teus beijos meus delírios
Tua saliva meu néctar
que misturada á minha
transformam-se em beijos de Amor.
Beija-me!

QUERO

Quero
Fátima Merigue de Mendonça
Quero olhar nos teus olhos
além, muito além da tua alma.
Roubar-te os segredos dos teus sonhos
Envolver-te, viajar nas tuas emoções.
Quero beijar-te como se beijam os amantes.
Dar-te-eis meu corpo sobre planícies feitas de sol!
Falarei por mim, falarei por nós, como antes.
Ouvirei cânticos, sinos, navegarei em teu corpo.
Quero fazer-te homem, oferecer-te flores
Quero o encontro de um olhar distraído
me pedindo e eu, sentindo teu desejo.
Quero um momento de silêncio
voltado apenas para o nosso amor.
Quero cativá- lo e me deixar cativar
Recebê-lo com festas, festejar!
E então, quando o dia terminar
quero apagar as luzes do nosso céu
e perder-me nos abraços
do meu e do teu querer!

TEU RETRATO


Teu Retrato
Fátima Merigue de Mendonça
Aqui, onde as nuvens se transformam
em flocos de algodão,
sob o céu do meu mundo,
te desenho.
Oculto, dentro do meu coração
busco tua imagem.
Entre telas, óleos e pincéis
transformo-te em vida!
Irradio cores
Desenho através dos meus olhos
as cores dos teus olhos.
Vejo tudo azul em minha vida
Fotografo um ser!
Em silêncio
contritamente,
vejo teu corpo surgir em telas.
Lentamente tintas coloridas
buscam sorrisos no teus lábios.
Vejo-o plenamente.
Pingos movem-se
em rituais de magia.
Cautelosamente vislumbro
teu corpo.
És o que desenho!
Há uma possibilidade concreta
de um toque.
Penso!

Quero te levar, venhas!

QUERO TE
LEVAR,VENHAS!
Fátima Merigue de Mendonça
...Tomarei tuas mãos
seus olhos me questionará
mas nada direi.
Tomarei tuas mãos e iremos,
em silêncio profundo iremos.
Serei tua sombra
tocarei apenas teu coração.
Iremos.
tomarei tuas mãos
e saberás sentir, através
do meu calor
a importância do momento.
Serei instantes
mas irei.
Iremos!

sábado, 23 de fevereiro de 2008

O RESSURGIR DA VERDADE


O RESSURGIR DA VERDADE
Tarcísio R. Costa

A sonoridade ecoava ao longe…
Era um violino
Seguido por um flautim de som triste, oriental…
Desabava uma indescritível saudade, tal
Como se estivesses a ressuscitar um carinho…
Era a festa da volta tristonha do passado…
Olhares lacrimejantes, de chorosa saudade,
A encontrarem nas sendas do passado, a verdade,
Num testemunho de que nem tudo estaria acabado.
Eclode como raios abençoados, a alegria…
O sol renasce e, com ele, uma nova realidade,
Extingue-se na penumbra, rastros da nostalgia.
Nesse momento sagrado ressurge a verdade,
É o som melodioso dos pássaros, em sinfonia,
A inundar os corações de renascida saudade…

MEU GRITO DE LIBERDADE

Meu grito de liberdade
Zulay Vargas

Silenciei toda uma vida meu grito de liberdade
sufocando-o em meu peito atadas as minhas vontades
E a vida sorrateira foi sempre exigindo mais
sem se importar com meus sonhos
deixando-me para trás
A ela fui lhe entregando coração,
mente e a vontade fazendo o que era preciso
calando as minhas verdades
A cada batalha vencidao mérito era da vida
e em as batalhas perdidas a culpa era sempre minha.
Mas hoje eu grito tão forte
ecoa o meu sonho ausente
da liberdade conquistada
e da solidão presente.

HOJE

HOJE
*ALEJANDRO J. L. VARGAS
Os ponteiros marcaram por todo o sempre aquela hora;
quando o primeiro dourado raio de sol aos olhos nasceu!
Aquele maravilhoso dia, baixo o céu azul tal como agora,
Aconteceu que a mais bela adormecida, à vida acordou.
E foi nesse primeiro dia que veio ao mundo a total poesia.
Nas pétalas de rosas, em cada flor, renascendo cada dia.
Vestindo de cores as aguarelas…
nua poemas escreveria,e em musa de poetas…
e na própria poesia se converteria.
Navegou essa estrela entre jardins e seu aroma respirou.
Em mar e serras… em toda a terra,
sua poesia espalhou,interpretando notas de fado no piano,
sua melodia toucou dedilhou à alma da
guitarra portuguesa e de alegria chorou.
Hoje no orvalho do hemisfério norte na serena invernada.
Desde que Vénus apareça no horizonte nascente qual fada,
Ao último segundo deste dia de Janeiro, até a madrugada,
Esta data… dia treze, de sol à lua será de alegria celebrada!

MINHA VIDA


MINHA VIDA!
José Geraldo Martinez

Minha vida,carrego-a, com minhas tantas histórias!
Dentre elas, algumas lágrimas doloridas,
Chegadas e partidas…Derrotas e vitórias!
Por seus caminhos, espinhos e flores…
Fracassados amores, saudade e solidão!
O lugar de um trono mais alto,
a dureza cruel de um chão!
Minha vida, carrego-a leve, apesar…
Também tenho o conforto dos amigos
O sorriso dos filhos,
Alguém sempre a me esperar!
Os olhos de minha mãe!
O afago de suas mãos…
O beijo que a tudo acalma,
Em qualquer réstia de solidão!
Até as flores que plantei em meu quintal…
Esperam-me com perfume e beleza!
O latido feliz do meu cão,
Abanando o rabinho, com certeza!
Tenho as noites para minhas preces.
Meu diálogo freqüente com Deus!
As manhãs douradas para um recomeço,
Após tropeço em qualquer pedra que a vida me ofereceu…
Ainda tenho meu pai,
Com todo ombro que pode me oferecer!
O neto que chega em casa tagarela,
Reforçando minha vontade de viver!
Minha vida, só hei de entregá-laquando obrigado for!
Ainda que pese sobre mim qualquer idade,
qualquer enfermidade, qualquer dor…
Partirei com o sorriso mais feliz de um morimbundo!
Carrega-la-ei, sem medo!
Fiz-me guerreiro por esse mundo
E quando a abracei,
Foi em paz!Só amei, só amei, só amei

AMOR É...


Amor é…
Milamarian

Amor é água que corre sem parar desce rios,
roda sendas até o maré vento forte
que beija o meu verso
e em duas palavras mostra o reverso.
Amor é sorriso dos meus olhos calados
em delírios a pisar naqueles prados
onde me espera deitado nas ramagens
aquele que na minh’ alma é tatuagem.
Amor é no cálice o vinho que transborda
é cálida gota , mel que espalha e vigora as searas,
flores na janela, abre portas,
é o sol frente ao monte,
lavrando serras lua saindo detrás das brumas
àquela hora em que seremos
tu e eu numa única tela.

MELODIA DESACORRENTADA


Melodia desacorrentada
Ciducha

Sempre serei tua,
ainda que não toque a melodia!
Ainda que o tempo, insano,
ingrato e lentonos torne solitários demais…
Ainda assim, serei tua!
Também preciso de ti
precisei tanto, por tanto tempo!
Chamei tantas vezes…
nunca me ouviste.
Mas eu te ouvirei, prometo!
Registro tal promessa neste poemeto.
Sou como os rios,
que correm todos para o marmas já cheguei…
não vais chegar?
Estou nos braços aconchegantes
o marem noites escuras
em lindas noites de luar sempre… eu e o mar!
Volte… volte sempre que quiserestarei a te esperar,
como a praia espera ansiosa
as ondas que vão chegar…

CANTAREI O AMOR

CANTAREI O AMOR
J.G de Araujo Jorge

Acima de tudo
cantarei o amor
O de Cristo e Confúcio,
o de Romeu e D. Juan,
acima de tudo cantarei o amor .
Em todos os momentos,
lascivos ou gloriosos,
mansos ou eróticos,
unindo dois ou arrastando milhões,
nascido da ternura ou da revolta,
procriando seres ou idéias,
acima de tudo cantarei o amor.
O amor-cimento e força
-que constrói e ilumina
que convoca e conquista,
- bola de neve do Bem inevitável
-acima de tudo cantarei o amor.
E o tirarei do coração
como a hóstia do cáliceou o sol,
da manhã,ou a espada, da bainha,
- fulcro para a alavanca do meu verso
mover o mundo -
acima de tudo cantarei o amor.

Poema da Paz

POEMA DA PAZ

O dia mais belo? Hoje

A coisa mais fácil? Equivocar-se

O obstáculo maior? 0 medo

0 erro maior? Abandonar-se

A raiz de todos os males? 0 egoísmo

A distração mais bela? 0 trabalho

A pior derrota? 0 desalento

Os melhores professores? As crianças

A primeira necessidade? Comunicar-se

0 que mais faz feliz? Ser útil aos demais

0 mistério maior? A morte

0 pior defeito? 0 mau humor

A coisa mais perigosa? A mentira

0 sentimento pior? 0 rancor

0 presente mais belo? 0 perdão,

0 mais imprescindível? 0 lar

A estrada mais rápida? 0 caminho correto

A sensação mais grata? A paz interior

0 resguardo mais eficaz? 0 sorriso

0 melhor remédio? 0 otimismo

A maior satisfação? 0 dever cumprido

A força mais potente do mundo? A fé

As pessoas mais necessárias? Os pais

A coisa mais bela de todas? 0 amor

Madre Teresa de Calcutá

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Flores no caminho

FLORES NO CAMINHO

Encontro flores em meu caminho.
- Quem as plantou? Você!
Ás vezes colho-as somente para sentir
teu amor mais presente.
Ás vezes apenas observo-as,
mas as tenho sempre perto de mim.
Através dos meus olhos
deixo existir uma metamorfose, vou
transformando violetas em lírios,
vermelho em amarelo.
De repente, tudo se colore.
O meu jardim é a cor dos
teus olhos.
No vale da minha vida
observo o por do sol
azuis e brancos.
As flores enfeitam o leito
dos meus sonhos,
e nestes sonhos busco em detalhes
o teu corpo, a tua presença
que vem e vai!
No jardim da minha vida te desenho,
detalhes por detalhes.
Posso sentir o teu cheiro
misturando-se com o perfume
das rosas.
Posso sentir o calor dos
teus abraços me aquecendo,
me excitando, com o calor do meu sol
no verão mais quente deste sábado.
No jardim da minha vida
eu consigo te tocar.
Tuas mãos que deslizaram meu corpo
suavemente,
agora colhe flores em homenagem
ao nosso amor.
Através das flores eu chego até você
Suavemente,
freneticamente,
Simplesmente!
.
Fátima Merigue de Mendonça
1999


domingo, 17 de fevereiro de 2008

Sonhos

SONHOS
...então acordei.
Com o sabor do teu corpo
em meus lábios.
Teu perfume impregnado
em minha pele.
Acordei sentindo tua presença.
Olhei o cálice de vinho sobre a mesa
e através dele
busquei tua boca, teus lábios.
Chorei...me toquei,
acariciei meu corpo
acreditando sentir tuas mãos,
sentir teus dedos
que percorreram minha pele
e desvendou mistérios até então
nunca explorados.
Em meu leito
flores que deixastes
sobre meu corpo.
Juntei pétalas por pétalas
revivendo o momento
do nosso amor. Te esperei!
Numa noite tépida,
disfarço a minha saudade
colhendo pedaços das tuas palavras
juntando letras
e formando poemas de amor.
Vem amor
Desfrutemos o prazer
enquanto a aurora não nos acordar.
Vem, beba o meu pecado
e faça dele o nosso pecado.
Multipliquemos nossos momentos.
Deixe-me sonhar com você.
Acordei pensando em ti!
A música tocou meu coração
e você presenteou-me
com teus carinhos.
tima Merigue de Mendonça
2.000

sábado, 16 de fevereiro de 2008

AMOR VIRTUAL

AMOR VIRTUAL
Fátima Merigue de Mendonça
.
Milhões de vozes se misturavam
naquele ambiente frio.
Entre tantas vozes
somente a tua me falava.
Ouço barulhos
teclados, risos, máquinas.
Chamo por você!
.
Do outro lado calado
transmitindo ondas de amor
você toca meu coração!
Escuto vozes.
.
Do outro lado do mundo
distante e presente,
eu pressinto você!
.
Uma saudade imensurável
de tudo que nunca tive
mas que sinto constantemente.
Quero tocar-te
através da tua voz.
Quero amar-te
diante das pessoas
que me olham e
não entendem!
.
Quero buscar-te.
Através das ondas
sentir teu beijo
quase real em meu corpo.
Milhões de vozes e você!
Fazendo-me acreditar
que existe sonhos.
Fazendo-me crer
que é real o instante.
.
Ouço você!
Sei que o seu corpo
não está presente
mas o seu coração
se faz presente
Através da tua voz,
do teu suspiro.
.
Te ouço
Te sinto
Te chamo
Pega o telefone
e diz que me ama.

QUESTIONAMENTO

QUESTIONAMENTO

Fátima Merigue de Mendonça

Quero saber

conte-me agora!

Quero saber

porque tuas mãos não alcança

o meu corpo.

Porque somente o meu coração

penetra o teu coração.

Quero saber!

Conte-me agora.

Porque não estás comigo

neste instante que preciso de ti!

É noite

tem espaço no meu leito.

Quero saber

Por onde andas

amor meu!

Coração em lágrimas

CORAÇÃO EM LÁGRIMAS
.
A fumaça do cigarro
circulava em meu quarto
formando imagens de você!
As luzes confundiam-se
com o brilho das estrelas.
Eu vi algo diferente
acontecer!
.
O negro dos meus olhos
fundindo-se com as lágrimas
da minha solidão.
Quantas vezes te chamei
para junto de mim.
Quantas vezes o céu me pareceu
diferente somente porque
você não se fazia presente.
.
A fumaça circulando
Eu me perguntando
- Qual será a fantasia dos teus sonhos
que forçando diz não ter tanta emoção?
- Qual será o pensamento dos teus dias?
.
Eu te sinto escondido em palavras
e entendo que o medo o faz sofrer.
Mas as bolhas da fumaça
se transformam
e eu vejo o seu nome aparecer.
Eu te encontro, eu te tenho
Eu te transformo
entre vultos, entre imagens...
Olho a noite e percebo que não vens!
Me contento com teu nome
em meus sonhos
e adormeço acreditando
ser teu SER.
.
Fátima Merigue de Mendonça
11.09.99

Sonhos

SONHOS

Acelerei meu coração

pois sabia que viria

Chovia.

A chuva molhava meu rosto

meu corpo, minha alma..

Sentia solene paz

Busquei o momento certo

para te ver.

Os pingos da chuva não eram suficientes

mesmo que estes representassem

tuas carícias..

Não bastava o vento em meus cabelos

mesmo que estes fizessem

lembrar você.

Apenas o que me bastava

era a certeza da tua chegada..

Então, corri para junto da porta

em busca de um imagem

um coração.

Encontrei... no brilho da lua,

no reflexo da chuva que caia

Eu via teu rosto..

Transformava a chuva

em pedaços de emoções

transformava o brilho das estrelas

em sonhos,

em certeza finalmente te via..

Em sorrisos você abre teus braços

e me chama para junto de ti.

Já não sou mais reflexos de luzes

sou alguém que esperou

e que finalmente encontrou.

Sou pessoa transformada em AMOR..

Fátima Merigue de Mendonça

1999


Filho Querido

FILHO QUERIDO
.
Filho querido,
neste momento da noite
quando as estrelas do meu céu
uma a uma começam a brilhar
saio a tua procura.
Te encontro.
Vejo você de olhos cerrados
Te toco.
.
Todas as noites
quando as luzes do meu universo
se acendem, eu saio a tua
procura.
Essas luzes são exclusivas
para um mundo como o teu mundo.
Eu as coloquei para brilhar no
teu céu.
.
Filho querido,
Todas as noites toco você
através do meu amor.
Você pode não me perceber
mas enquanto dorme
velo por ti.
Deixo penetrar em teus sonhos
somente paz
e ainda que você não me vê
eu estou do teu lado.
.
Esses momentos que te fazem sofrer
não são momentos em que estou ausente
São momentos para você perceber
que ainda pode me encontrar
porque estou sempre aqui.
.
Filho querido,
Feche os olhos
o meu universo é você!
Quando te coloquei neste mundo
você tinha algo especial
para fazer aqui.
Sem você o mundo não seria
o mesmo, faltava o teu amor.
Estou aqui e quero lhe falar
Te mostrar que o maior presente
que te dei foi a vida.
Você precisa apenas
saber lapidar o presente.
Ele pode se transformar em sonhos
mas ele pode também
se transformar em realidade.
.
Filho querido,
A vida é importante
mas você é muito mais importante
Para mim você é vida
não importa por quanto tempo.
Importa agora!
.
Filho querido,
eu estou aqui!
.
Fátima Merigue de Mendonça
2001